Relação atualizada de todos os acidentes envolvendo o Emb-110 Bandeirante.

Vale fazer uma correção: Apesar de muitas fontes indicarem a produção de 503 aeronaves Bandeirante, inclusive com a foto da contrução da 500ª aeronave aqui no blog, informamos que esta última unidade não foi concluída. Foram 3 protótipos + 499 aeronaves de linha.
Segue abaixo o link da relação com a data, prefixo, operador, local, país e nº de vítimas fatais.

http://www.baaa-acro.com/Types%20d'avions/Embraer%20EMB-110%20Bandeirante.htm

Até o presente momento, constava 93 acidentes com 572 mortes em 41 anos.
Analizando os fatos, a maioria das causas dos acidentes tiveram sua orígem na falta de manutenção por parte dos operadores e pelo uso abusivo da capacidade da aeronave. O bandeco sempre foi conhecido como um "jipe voador", ou seja, topava "qualquer parada". Sua robustez e eficiência em situações adversas, fizeram com que muitos de seus operadores utilizassem a aeronave de forma insana e abusiva. Daí o alto índice de acidentes fatais. Esta aeronave, bem cuidada e observando-se seus limites operacionais, resiste fielmente ao tempo e atende com maestria aos seus operadores.

Abaixo uma descrição detalhada de 28 acidentes fatais (até 1999) envolvendo o Bandeirante:

1. 27 /02/1975: VASP PP-SBE Bandeirante; Sao Paulo, Brasil: Perdeu um dos motores e tentou regressar a Congonhas. Caiu sobre casas no Campo Belo, matando seus treze ocupantes.
2. 22/01/1976; Transbrasil PP-TBD Bandeirante; Chapecó, Brasil: Pneu do trem de pouso princicipal estourou. Perda de controle no solo, aeronave colidiu com um barranco, matando os dois tripulantes e seis passageiros.
3. 20 /06/1977; TAMU Embraer Bandeirante; Salto, Uruguay: Caiu pouco antes do pouso, matando os dois tripulantes e dois dos seis passageiros.
4. 08 /02/1979; Transportes Aéreos Regionais (TAM) PP-SBB; Baurú, Brasil: Estabilizador horizontal desprendeu-se logo após a decolagem, matando os dois tripulantes e dezesseis passageiros.
5. 24 /02/1981; Votec PT-GLB; Belém, Brasil: Acidentado durante o pouso, matando os dois tripulantes e dez dos doze passageiros.
6. 02 /02/1981; Aerotaca Embraer Bandeirante; Paipa, Colombia: Acidentado após decolagem, matando os dois tripulantes e dezessete dos dezenove passageiros.
7. 07/10/1983; Transportes Aéreos Regionais (TAM) PP-SBH; Araçatuba, Brasil: Colidiu com o terreno na terceira tentativa de pouso sob temporal, matando os dois tripulantes e cinco dos treze passageiros.
8. 18 /04/1984; Votec PT-GJZ e PT-GKL; Imperatriz, Brasil: O GJZ Colidiu com outro Bandeirante da Votec durante aproximação para pouso. O GJZ caiu e matou os dezoito ocupantes. O GKL ainda conseguiu pousar forçado num rio e apenas um passageiro morreu dentre os 18 ocupantes.
9. 28/06/1984; Transportes Aéreos Regionais (TAM) PP-SBC; perto de São Pedro da Aldeia, Brasil: Entrou voando na serra por erro de navegação. Dezoito ocupantes mortos.
10. 06/12/1984; Provincetown-Boston Airlines Embraer Bandeirante; Jacksonville, Flórida: Estabilizador horizontal desprendeu-se logo após a decolagem. Os dois tripulantes e onze passageiros perderam a vida.
11. 23/01/1985; Aires Embraer Bandeirante; perto de Buga, Colombia: Acidentado durante o vôo de cruzeiro, matando os dois tripulantes e dezessete passageiros.
12. 23/06/1985; TABA PT-GJN; Diamantino, Brazil: Após pane num motor, tentou pouso forçado mas colidiu com um caminhão, matando os dois tripulantes e dezessete passageiros.
13. 13/03/1986; Simmons Airlines Embraer Bandeirante; Alpena, MI: Desceu abaixo dos mínimos em aproximação IFR: um tripulante e dois dos sete passageiros morreram.
14. 06/021987; Talair Embraer Bandeirante; Stettin Bay, Papua New Guinea: Caiu no mar durante tempestade, matando os dois tripulantes e treze dos dezesseis passageiros.
15. 01/03/1988; Comair Embraer Bandeirante; Wadeville, South Africa: Passageiro suicida detonou bomba durante o vôo, matando os dois tripulantes e dezesseis passageiros.
16. 14/11/1988; Wasawings Embraer Bandeirante; Seinajoki, Finland: Caiu durante a aproximação. Dois tripulantes e três dos dez passageiros morreram.
17. 11/11/1991; Nordeste, PT-SCU; Recife, Brasil: Perda de motor após decolagem. Bandeirante caiu sobre uma praça, matando os três tripulantes, doze passageiros e duas pessoas no solo.
18. 03/02/1992; Nordeste PT-TBB; Caetité, Brasil: Colidiu com a serra por erro de navegação, matando os dois tripulantes e dez passageiros.
19. 15/04/1992; Talair Embraer Bandeirante; perto de Daulo Pass, Papua New Guinea: Colidiu com o terreno por erro de navegação, matando os dois tripulantes e nove dos treze passageiros.
20. 23/03/1993; Oeste Linhas Aereas PP-SBJ; Tangará da Serra, Brasil: Caiu logo após decolar, matando os dois tripulantes e quatro passageiros.
21. 07/05/1994; Rico Taxi Aéreo; Embraer Bandeirante; São Gabriel, Brasil: Acidentado durante pouso, matando os dois tripulantes e quatro dos quatorze passageiros.
22. 19/07/1994; Alas Chiricanas Embraer Bandeirante; perto de Colon, Panamá: Sabotagem: bomba explodiu durante o vôo, matando os três tripulantes e dezoito passageiros.
23. 24/05/1995; Knight Air Embraer Bandeirante; perto de Leeds, England: Aeronave partiu-se em vôo, devido à desorientação espacial dos tripulantes durante tempestade, matando os doze ocupantes.
24. 14/08/1995; Aires Colombia Embraer Bandeirante; perto de Santander, Colombia: Colidiu com a serra por erro de navegação a 4.420m matando os dois tripulantes e oito passageiros.
25. 01/11/1996; TAPSA Embraer Bandeirante; Tikal, Guatemala: Caiu a oito km da pista, já em aproximação, matando os dois tripulantes e oito passageiros.
26. 09/12/1997; Sowind Air Bandeirante; Little Grand Rapids, Manitoba, Canadá: Caiu a algumas centenas de metros da pista, já em aproximação,sob forte nevasca, matando um dos dois tripulantes e três dos quinze passageiros.
27. 16 /06/1999; Airlink Bandeirante; perto de Goroka, Papual New Guinea: Colidiu com a serra por erro de navegação a 20 km de Goroka, matando os dois tripulantes e quinze passageiros.
28. 24/07/1999; Air Fiji Bandeirante; perto de Suva, Fiji: Colidiu com montanhas por erro de navegação a entre Nadi e Suva, matando os dois tripulantes e quinze passageiros.
(fonte: http://www.jetsite.com.br/ )


Aeronave Vasp - 27/02/1975 - São Paulo / SP

Aeronave Wasawings - 14/11/1988 - Helsinki / Finlândia

Aeronave FAB - 26/12/2002 - Curitiba / PR

Aeronave Manaus Aerotaxi - 07/02/2009 - Rio Manapuru / AM
Assista o vídeo deste intrigante acidente logo abaixo.


Curiosidades sobre acidentes com o Bandeirante:
- Já ocorreram 2 atentados com bombas em Bandeirantes que voavam no exterior.
- Em 1984, 2 Bandeirantes do mesmo operador (VOTEC) colidem durante um pouso.

21 comentários:

  1. Eu sou sobrevivente do acidente com o Bandeirante c-95 q caiu em São José dos Pinhas-PR em 26/12/2002. A aeronave caiu depois de uma pane em um de seus motores. Estavam a bordo 16 pessoas, morreram 3, entre as vitimas estava minha mãe Maria Cristina Batista Lima.Eu tive uma fratura no fêmor direito, e meu pai sfreu algumas esfoliações pelo corpo.

    ResponderExcluir
  2. Olá Haislana,

    Sentimo-nos honrados pelo fato de você ter deixado teu comentário aqui no blog, afinal, como sobrevivente de um episódio trágico como este, sabemos o quanto esta experiência foi marcante para você.
    Nossa curiosidade técnica natural nos leva a imaginar como ocorreu a queda, visto que boa parte da fuselagem foi mantida (vejam fotos acima). Portanto, se desejar, sinta-se à vontade para detalhar teu relato.
    Se preferir, escreva para o nosso e-mail:
    projetobandeirante@bhz.me
    para que possamos criar um artigo específico sobre o acontecimento.
    Novamente receba nosso muito obrigado pela tua participação e nossos profundos sentimentos pela perda de tua mãe.

    ResponderExcluir
  3. Olá, preservando minha identidade, por razões de militarismo, sou Controlador de Tráfego Aéreo e também tenho formação em Pilotagem, e não sei se o acidente acima referido fala sobre o Bandeirante da FAB que decolou do Campo de Marte, SBMT, para Florianópolis, SBFL, mas, devido à pane seca, não detectada a tempo, alternou a rota para o Aeroporto de Curitiba, que fica no Município vizinho -São J. dos Pinhais. À época tive acesso a alguns detalhes. O diagnóstico da "pane" num motor, fora fruto de uma "visão de túnel", conhecido erro de avaliação devido à tripulação presente ter fixado sua atenção num fato possível apenas, ignorando outras possibilidades. O Motor nº 02 apagou quando estavam a 10 mil pés (aprox 3.000 metros). Não houve declaração de Emergência fins de ganho de prioridade para aproximação e pouso. Apenas houve a solicitação de mudança de destino para o aeroporto de ALTERNATIVA(fato previsto e até comum). O centro de controle de área de Curitiba (ACC-CW), Apenas sequenciou(por não saber que se trataria de uma avião em urgência/emergência) o que obviamente foi mais demorado que um vetor direto, CASO o piloto em comando declarasse alguma necessidade. A aeronave veio a colidir com obstáculos aproximadamente a 3 Km da pista, quando o avião configurado para pouso("sujo",com alto Coeficiente de Arrasto) acabou por "perder" o motor nº 01, por falta de combustível. Tudo começou em SP, devido ao excesso de carga para o voo, e a pista ser mais curta, o comandante do voo mandou "destanquearem"(retirar querosene dos tanques, para trocar peso de combustível X peso de carga/passageiros). Há possibilidde que o funcionárioda empresa de abastecimento tenha se confundido ao retirar Kg's(kilogramas) de combustível ao invés de Lb's(libras), cada 1 Kg corresponde a 2,2 Lb.Por exemplo:
    Se para o voo ser realizado são necessárias 4 mil libras, e o avião está com 10 mil libras, poderia-se, apenas por praticidade, ser mandado destanquear umas 3 mil, pois ainda assim ficaria 7 mil Lbs( o necessário de autonomia para as ALTERNATIVAS). MAS, se houvesse a confusão, e destanqueassem 3 mil Kgs:
    10 mil Lbs = 4.545 kgs
    menos 3.000 Kgs = 1545 Kgs = 3.400 Lbs FALTARIAm 600 libras e a pane seca seria uma realidade. Fica o aprendizado.

    ResponderExcluir
  4. Agradecemos o rico comentário de nosso leitor. Com certeza este episódio nos traz importantes lições e um grande aprendizado.
    Este comentário merece virar um artigo.

    ResponderExcluir
  5. Pessoal no post sobre acidentes não localizei o acontecido em 1990 com um Bandeco do Governo de Pernambuco.
    Fui contemporâneo do acidente e na época ela auxiliar técnico de aviônica no Laboratório de Rádio no Aeroclube de Pernambuco e conhecia o Piloto da aeronave.
    Infelismente não tenho mais materias de jornais da época.
    Um abraço e parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
  6. 20/09/1990 – Avião do Governo de Pernambuco, modelo EMB 110 Bandeirante, prefixo PT-FAW, decolou às 19h40 do Aeroporto de Fernando de Noronha com destino ao Recife e, instantes depois, caiu no mar, matando seus 12 ocupantes, dois tripulantes e dez passageiros. Teria sido falha no motor.
    Fonte:http://www.pe-az.com.br

    ResponderExcluir
  7. olá gostaria de saber um pouco mais sobre o acidente de 07-05-1994. Algo pessoal gostaria de saber os nomes das pessoas mortas acredito que os conheço me ajude por favor é uma resposta que mudara toda a minha vida.
    estou pesquisando a muito tempo mas não consigo nem se quer uma pista. Me ajudem a tirar esta angustia de meu peito conto com a sua ajuda ..
    Obrigada ... A comiçaria ..

    ResponderExcluir
  8. No dia 23 de novembro de 1993 (se não me falha a memória, o ano foi esse), houve um acidente com um bandeirante do 1º/6ºGAv, prefixo 2243, que fazia uma passagem sobre o II COMAR, por ocasião do dia do aviador. Após a passagem sobre a tropa que desfilava, a porta da ANV se abriu, por causa da deformação aerodinâmica provocada pela curva à esquerda, despendendo-se da fuselagem e atingindo o estabilizador horizontal, que foi arrrancado, provocando o descontrole total da ANV, fazendo com que esta caísse sobre a maternidade do Hospital de Aeronáutica do Recife. Neste acidente foram perdidos 5 militares que serviam na BARF. Este acidente não consta na relação acima.

    ResponderExcluir
  9. Com relação ao comentário anterior, a data provável do acinete foi 23 de outubro de 1993 e não 23 de novembro de 1993.

    ResponderExcluir
  10. Nossa relação está desatualizada mesmo e contamos com a colaboração dos nossos leitores.
    Obrigado ao amigo pelo relato acima... realmente um acidente dramático que, por incrível que pareça, não tive conhecimento na época. Acredito que tenha sido abafado nos noticiários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o acidente que ocorreu foi noticiado sim amigo, e ele ocorreu em 23 de outubro de 1992. nele estavam cinco militares em demonstração no dia da asa, por problemas de manutenção da aeronave a porta soltou e eles tentaram puxar para o mar, mas acabaram caindo sobre o berçário do hospital da aeronáutica. eu sei por que meu irmão estava nele, e todos morreram carbonizados. luciana cysneiros

      Excluir
  11. Pessoal está faltando um acidente com um bandeirante da FAB em 1997.

    Data: 23 JUL 97
    Hora: 10:15
    Aeronave: Embraer C-95B Bandeirante (Bandeirulha)
    Operador: FAB - Força Aérea Brasileira
    Matrícula/Prefixo: FAB2310
    Tripulação: Ocupantes: 4 / Fatalidades: 4
    Passageiros: Ocupantes: 0 / Fatalidades: 0
    Total: Ocupantes: 4 / Fatalidades: 4
    Local do Acidente: Serra da Mantiqueira - Guaratinguetá - SP
    Tipo de acidente: Explosão a bordo
    Fase de Operação: em vôo
    Natureza do Vôo: vôo de transporte regular de passageiros
    Aeroporto de Partida: Aeroporto de Resende (REZ/SDRS) - RJ
    Aeroporto de Destino: Aeroporto de Guaratinguetá (GUJ/SBGW) - SP

    DESCRIÇÃO:
    Peças do Bandeirante C-95 da Força Aérea Brasileira (FAB), acidentado na no dia 23 de julho, como o painel de instrumentação, foram recolhidas ontem (25) por peritos da aeronáutica. Estes destroços, que devem apontar a causa do acidente, deverão ser analisados pelo Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), sediado no Centro Técnico Aeroespacial (CTA), em São José dos Campos.

    Segundo o tenente Garouce, da base aérea de Campo Grande (MS), o instituto deverá apresentar um relatório sobre as possíveis causas do acidente em 60 dias. O resgate das peças foi coordenado pela base aeronáutica de Guaratinguetá. Nenhum representante do órgão de Guaratinguetá e São José dos Campos foram localizados para comentar sobre o resgate das peças da aeronave. O Bandeirante, como outros aviões militares, não possui a "caixa preta".

    Os corpos dos quatro tripulantes do Bandeirante, que estavam desaparecidos desde a manhã de quarta-feira, foram localizados às 13h30 de anteontem, em Alto do Cerco, um bairro rural de Delfim Moreira (MG)), região próxima a cidade de Piquete. A aeronave ficou totalmente destruída e os corpos mutilados.

    No início da noite de anteontem os corpos dos tenentes Eduardo Lamas Mendonça e Adel Vaz Simões seguiram de avião para o Rio de Janeiro. O corpo do suboficial Eduardo Bernardino Silva foi levado para Campo Grande (MS) e do também suboficial Sérgio Souza Pacheco para Canoas (RS).

    O Bandeirante que decolou de Resende (RJ) fazia treinamento com pára-quedistas. Ainda neste Estado sete pára-quedistas saltaram e a aeronave faria um pouso para reabastecimento no aeroclube de Guará.

    Devido às más condições de tempo a aeronave seguiria para São José dos Campos, o que não aconteceu. A equipe de resgate localizou os destroços do avião num dos picos da Serra da Mantiqueira, que possui 1.950 metros de altitude.

    Entre as hipóteses para a causa do acidente está a falta de combustível e a colisão contra uma das serras da região.

    ResponderExcluir
  12. Mais uma atualização..., obrigado! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho uma foto do PT-TBD acidentado em Chapecó. Como faço para enviá-la?

      Excluir
    2. Pode enviar para contato@bhz.me
      Obrigado desde já!

      Excluir
  13. Gostaria de saber se vcs tem fotos do acidente de 08/02/1979 e tambem os nomes dos tripulantes.

    ResponderExcluir
  14. gostaria de saber mais detalhes sobre o acidente em 08/02/1979 qual era o nome dos tripulantes?Obrigada.

    ResponderExcluir
  15. Olá, infelizmente não possuímos estas informações.

    ResponderExcluir
  16. Ola: Gostaria de saber informacoes sobre o acidente com o C-95 do 5 ETA na regiao de Angra dos Reis, tais como data , e matricula. Perdi 2 amigos nesse acidente
    Grato
    Jose Lourenco

    ResponderExcluir
  17. Olá queria saber se alguém tem alguma informarção ou fotos do acidente ocorrido em meados de outubro e novembro de ano 1993,em que um bandeirantes da FAB caiu a 30 metros de uma casa em uma fazenda na cidade de São Caetano interior do agreste Pernambucano,Obrigado a atenção de todos

    ResponderExcluir
  18. Gostaria de saber onde posso conseguir a lista dos passageiros que morreram no acidente da VOTEC em 18 de abril de 1984. Já procurei em vários lugares, sem nenhum sucesso. Obrigada
    nubiampb@gmail.com

    ResponderExcluir

Obrigado pelo teu comentário. Ele será lido pelo moderador e em seguida publicado.